Educação de Filhos – Pra. Ana Carolina Steil

Home / Artigos / Educação de Filhos – Pra. Ana Carolina Steil

11   Como pastores, meu marido e eu ministramos muitas pessoas. Sempre me preocupei com a vida espiritual de minhas filhas, mas com a correria do dia a dia, acabei deixando a desejar. Graças á Deus percebi isso a tempo.

Instrui o menino no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviará dele.   Provérbios 22.6

Palavras convencem, mas o exemplo arrasta. – Confúcio.

Para aquelas que ainda não são mães… Anote.

Para você que já é mãe… Reveja.

Reveja seus passos como mãe. O que você tem ensinado ao seu filho? Você pode dizer que é o maior exemplo na área?

Nestes últimos dias Deus tem me despertado muito para isso. Comecei a perceber que minhas filhas estavam passando mais horas na frente da televisão, cantando canções dos desenhos, e pouco brincando, desenhando, falando sobre o Senhor.

O julgo de Jesus é leve. Devemos apresentar o Senhor de maneira prazerosa para nossos filhos. Contudo, é necessário encontrar um equilíbrio para que não criarmos futuros adultos indisciplinados. Precisamos impor limites.

Aqui em casa mudei alguns hábitos.

Colocamos um horário para ligar a televisão. Diminuímos drasticamente. O que fazer para substituir? Tirei a massinha, o quebra- cabeça, o lego do armário e fomos brincar! Qual o resultado? Muitas risadas, mais comunhão, criatividade solta!

Desenho, pintura, leitura. Estamos criando uma geração que escreve pouco, porque lê pouco. Crianças que sabem mexer em tablets, mas tem preguiça de montar um quebra-cabeça.

Incentive a criatividade, deixe seus filhos brincarem de massinha. Invista! Aqui em casa tem fabrica de cupcake, de picolé… Tudo de massinha!

Temos também o horário do devocional. Deixo-as acordarem, tomarem café, tudo com a televisão desligada. Vejo como uma oportunidade para uma boa conversa durante o café da manhã.  Depois vamos para o quarto, só as meninas, e oramos, lemos a bíblia (ilustrada) rimos, cantamos. Um tempo precioso!

Precisamos conversar, olhar nos olhos e saber o que se passa no coração de nosso filho. Não permita que outro faça isso.

Se você tem filhos adolescentes… Já tentou praticar algum esporte com ele? Caminhar, ouvir a música que ele gosta? Participe, mostre interesse pelo que agrada seu filho!

Somos chamadas para edificar nosso lar, educar, apresentar o Senhor para os filhos é dever nosso.

Como flechas na mão do valente, assim são os filhos da mocidade.

Salmos 127. 4

Educar é um desafio, mas também uma oportunidade de, assim como uma flecha, seu filho ir além de onde você chegou.

Um forte abraço,

Pastora Ana Carolina Steil.